11ª FELIS 2017 » NOTÍCIAS » 19/10/2016 - Feira do Livro de São Luís confirma 14 escritores nacionais para sua 10ª edição
19/10/2016 - Feira do Livro de São Luís confirma 14 escritores nacionais para sua 10ª edição

19/10/2016

Feira do Livro de São Luís confirma 14 escritores nacionais para sua 10ª edição

 

Faltando menos de 20 dias para o maior evento literário do Maranhão, o público já pode se preparar para encontrar grandes escritores e palestrantes nacionais que virão à capital maranhense para abrilhantar a vasta programação da 10ª edição da Feira do Livro de São Luís (FeliS), que acontece de 6 a 13 de novembro, na Praia Grande.

Nomes como Weberson Fernandes Grizoste (AM), Luciano Pontes (PE), Luiz Américo (BA), Stella Maris Rezende (MG), Caco Barcellos (SP), Jotabê Medeiros (SP), Ferrez (SP), Celso Antunes (SP), Thalita Rebouças (RJ), Gustavo Lacombe (RJ), Carla Mauch, Adriana Kairos (RJ), Eduardo Bueno (RS) e Marcia Tiburi (RS) estão confirmados para o evento.

A programação contempla ainda lançamento de livros de autores maranhenses, espetáculos artísticos (teatrais, musicais, performances, intervenções, saraus), sessões de contação de histórias e de cinema, recitais de cordel, oficinas pedagógicas e culturais, apresentações artísticas e culturais de estudantes da rede pública de ensino e visitação de escritores de renome nacional à escolas locais.

Para o secretário municipal de cultura (Secult), Marlon Botão, a Feira ao longo de uma década, já se consolidou como um projeto cultural e evento que não somente promove ações durante oito dias de atividades, como também transforma a vida de muitas pessoas por meio do acesso à literatura e as artes em geral. "A Feira torna-se um convite aos turistas e ludovicences de habitar e conhecer o Centro Histórico de São Luís. É uma forma de valorização do conhecimento e também permite o acesso gratuito a cultura, envolvendo a sociedade civil e fomentando políticas públicas em nossa cidade por meio dos eixos literário, pedagógico, artístico e da comercialização de livros".

Este ano, será homenageado o poeta maranhense Gonçalves Dias – um dos maiores ícones da literatura do país, responsável por consolidar o movimento romântico brasileiro – e nada melhor do que iniciar a 10ª FeliS com uma grande solenidade na Praça de mesmo nome do Patrono da Feira do Livro, seguida de programação cultural e cortejo até o Centro Histórico de São Luís, que abrigará os amantes da leitura e das artes durante os oito dias de evento.

O tema da feira será "Ler a Cidade e suas Memórias", escolhido para comemorar os 10 anos de FeliS e as novidades da programação. "Uma década se passou e nada mais merecedor que resgatar as memórias da cidade e da própria feira, fazendo um passeio histórico e literário por meio do resgate de escritores que já foram patronos do evento, grandes expoentes da literatura que contribuíram e contribuem para a construção de uma sociedade mais consciente de seu papel como formadora de opinião. Este ano trazemos a novidade de uma linha do tempo para que os visitantes conheçam as outras edições do evento e também usaremos a sétima arte para recontar um pouco de nossa história", disse a coordenadora da FeliS, Rita Oliveira.

ESPAÇOS

Toda a programação é gratuita e pensada para públicos de todas as faixas etárias, acontecendo simultaneamente nos espaços Café Literário (Centro de Criatividade Odylo Costa, filho), Conferências (Teatro João do Vale - Rua da Estrela), Espaço Livro, Leitura e Biblioteca (auditório da Faculdade de História da Uema - Rua da Estrela), Pé de Livro (em frente à Casa do Maranhão) e ainda lançamento de livros na "Casa do Escritor Maranhense" e Espaço Jovem (estacionamento da Casa do Maranhão), Espaço Mulher e Amei na FeliS (Casa do Maranhão), Teatro FeliS (Teatro Alcione Nazaré), Cine FeliS (Cine Praia Grande), Cine Cidade de São Luís (Teatro da Cidade de São Luís – antigo Cine Rox – Rua do Egito), Casa do Professor "José Maria Paixão Filho" (auditório do Iema - Rua Portugal), Beco da Poesia e do Cordel "Poeta Gerô" (escadaria do Beco Catarina Mina), Espaço Sesc de Leituras e Espaço Criança Semed (Praça Nauro Machado).

Além disso, terão os Estandes Institucionais e dos livreiros – com venda de livros e outros artigos literários, envolvendo a participação direta de escritores renomados, ilustradores, mediadores da leitura e contadores de histórias, artistas, entre outros convidados.

A cada edição, mais de 200 mil visitantes celebram a tradição literária e cultural da capital maranhense. O objetivo do evento é propiciar o maior acesso ao livro, estimular a formação de novos leitores e incentivar as cadeias produtivas em torno do livro e da mediação da leitura.

HISTÓRIA

A ideia da Feira do Livro surgiu de um projeto do Sesc que realizava a Feira de Livro Infantil desde a década de 1960. Nos anos 2000 uma nova proposta de expansão, como explica a Técnica de Cultura do Sesc e Curadora da 10ª FeliS, Betânia Pinheiro. "O Sesc entendeu em todo país que o evento era grandioso e poderia atingir outros públicos, não só o infantil, pois somava com os trabalhos que já realizamos no âmbito da cultura dentro da entidade. Com esse novo formato, a Prefeitura de São Luís resolveu unir forças conosco por saber da magnitude do evento e dos benefícios que traria para nossa cidade, passando a realizar a FeliS anualmente, tendo o Sesc como correalizador desde a 1ª edição", disse Betânia Pinheiro.

A FeliS foi criada pela Lei Municipal nº 4.449, em 11 de janeiro de 2005, e aconteceu pela primeira vez em 2007. Hoje envolve mais de 86 mil alunos da rede pública, mais de 50 instituições, participação de 33 escritores de outros estados e mais de 70 nomes locais, mais de 45 palestras e rodas de conversas. Além disso, se expande para 14 municípios do estado que participam das visitas, capacita 200 monitores universitários selecionados através de edital e participação direta de mais de 100 pessoas na equipe de produção.

A Feira do Livro de São Luís é uma promoção da Prefeitura de São Luís, por meio das Secretarias de Cultura (Secult) e de Educação (Semed), e tendo como correalizadores o Serviço Social do Comércio (Sesc) e a Associação dos Livreiros do Estado do Maranhão (Alem).