11ª FELIS 2017 » NOTÍCIAS » 08/11/2016 - Filmes maranhenses estão na programação desta terça-feira (8) na 10º FeliS
08/11/2016 - Filmes maranhenses estão na programação desta terça-feira (8) na 10º FeliS

08/11/2016

Filmes maranhenses estão na programação desta terça-feira (8) na 10º FeliS

 

O cinema é uma das novidades da 10ª Feira do Livro de São Luís. Inegavelmente uma paixão mundial, a sétima arte tornará possível conhecer melhor a cidade por meio da exibição de filmes. Nesta terça-feira (8) às 18h, o Cine FeliS exibe "O Beijo da Mulher Aranha" (1985), de Hector Babenco, baseado no romance de mesmo nome, de Manuel Puig. O filme será reproduzido dentro da Mostra Hector Babenco, no Cine Praia Grande, localizado no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho.

Com classificação de 16 anos, o drama brasileiro-estadunidense foi dirigido pelo cineasta argentino naturalizado brasileiro Hector Babenco e adaptado por Leonard Schrader do romance homônimo de Manuel Puig. A trama acontece em uma prisão na América do Sul, onde dois prisioneiros dividem a mesma cela. Um é homossexual e está preso por comportamento imoral e o outro é um prisioneiro político. O primeiro, para fugir da triste realidade que o cerca, inventa filmes cheios de mistério e romance, mas o outro tenta se manter o mais politizado possível em relação ao momento que vive. Mas esta convivência faz com que os dois homens se compreendam e se respeitem.

No mesmo dia também acontece a Mostra MAVAM e Guarnicê 40 Anos, na Casa do Maranhão. A programação traz sessão de cinema e artes plásticas das 14h30 às 16h, com exibição de documentários que revelam a história de grandes artistas maranhenses das artes visuais, são eles: Marlene Barros, Ciro Falcão e Marçal Athayde, com direção de Beto Matuck e Joaquim Haickel. E das 16h às 18h tem sessão Panorama Cinema Maranhense, com filmes de cineastas do Maranhão, de várias gerações, que participaram do Festival Guarnicê de Cinema nestes 40 anos. Será exibido "Marisa vai ao cinema", de Murilo Santos, "Periquito sujo", de Luís Carlos Cintra e Euclides Moreira, "Rosas", de Ione Coelho e "Anunciada", de Rita Miranda.