11ª FELIS 2017 » NOTÍCIAS » 14/11/2016 - 150 mil visitantes celebram o mundo literário na 10ª Feira do Livro de São Luís
14/11/2016 - 150 mil visitantes celebram o mundo literário na 10ª Feira do Livro de São Luís

14/11/2016

150 mil visitantes celebram o mundo literário na 10ª Feira do Livro de São Luís

 


A 10ª edição da Feira do Livro de São Luís (FeliS), encerrada no último domingo (13), foi um sucesso de público. Cerca de 150 mil pessoas prestigiaram os sete dias de evento cuja programação reuniu escritores locais e nacionais em uma grande celebração às letras. A conferência de encerramento foi com o jornalista e escritor, Caco Barcellos, do Profissão Repórter da Rede Globo. Ele partiucipou da Feira em dois momentos: a tarde no Espaço Jovem com um bate-papo para a juventude e à noite em plaestra com tema "A arte da Comunicação", mediada pelo curador da 10ª FeliS, Alberto Júnior.

Barcellos destacou que a reportagem nada mais é que uma história contada a partir de vários olhares. "É preciso ter muito cuidado porque um bom repórter fala em nome da sociedade e ele não coloca a sua visão. Ter ética em uma era de informação muito volátil é essencial, é o que determina a credibilidade do profissional. Uma entrevista pode conter mentiras, portanto é preciso comprovar cada palavra dita, os fatos dizem por si só. No Profissão Repórter temos um processo colaborativo, não damos ordens, damos exemplos", disse o jornalista.

O repórter celebrou 10 anos de Profissão Repórter com um montante de 1.200 reportagens no ar e falou de sua influência literárias. "Eu sempre ouvi e contei histórias, nunca fiz nenhum outro trabalho que não fosse esse. A única diferença é que tudo que eu conto é real, eu intitulo de 'Romance de não ficção'. É uma herança do meu avô que era trovador e contava histórias ao som do violão, cresci ouvindo aquilo. Escolhi estar nas ruas, fazendo o que eu gosto, porque minha família sempre me ensinou a não abrir mão a minha felicidade e acho que isso é o mais importante da vida. Acredito que além disso, os livros são uma oportunidade concentrada no melhor que o autor pode dar, damos cada dia uma nova oportunidade aos leitores de nos conhecerem".


FEIRA

Com um total de 120 apresentações, 70 grupos artísticos, 40 contações de histórias, 28 intervenções, 14 palestrantes nacionais, 50 escolas e 30 mil crianças atendidas em diferentes atividades infantis, como o Cine Sesc, Biblio Sesc, pinturas faciais, brincadeiras lúdicas e leitura, a 10ª Feira do Livro de São Luís aconteceu de 7 a 13 de novembro, na Praia Grande.

Nos lançamentos de livro, 91 obras inéditas e relançamentos foram apresentados ao público na Casa do Escritor Maranhense e estandes das Universidades Estadual do MAranhão (Uema) e Federal do MAranhão (UFMA), além de 15 crianças que participaram do "Escritores Mirins".

Participaram da solenidade de encerramento, no Teatro João do Vale, os secretários municipais de Cultura, Marlon Botão e de Educação, Moacir Feitosa, a coordenadora geral da Feira, Rita Oliveira e a gerente do Sesc Deodoro, Valdineth Miranda Reis. Na oportunidade, a performance "O reencontro de Golçalves Dias e sua amada Ana Amélia", interpretado pelo ator e performer, Uimar Júnior e a atriz e professora, Cássia Cabral, emocionou o público.

"A Feira do Livro de São Luís foi muito mais que sete dias. É a consolidação de um sonho que hoje se realiza pelo esforço do trabalho em conjunto. Recebemos famílias, estudantes, professores, comunidade local e turistas que vieram conhecer nossa cidade e sobre o mundo literário. É uma alegria terminar esse evento com saldo tão positivo, um evento que já se consolidou no calendário da cidade e que teve uma programação pensada para valorização de São Luís e dos ludovicenses", destacou Marlon Botão.

O Casarão Angelus Novus foi palco do espetáculo "As Fiandeiras", do Grupo Xama Teatro. Um belíssimo cortejo, animado pelo Maratuque e O Circo Tá Na Rua, movimentou as ruas do Centro Histórico no último dia de FeliS. A Praça Nauro Machado também encheu-se de visitantes para apreciar a Orquestra Maranhense de Reggae, ritmo muito apreciado na capital maranhense.